segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Iludere carnavalis rebolation

Um pouco de você

pros outros

já e muito de você

 

(entenda que neste bloco já não há espaço para a desilusão)

 

10 minutos de alguém

é um universo

acredite

 

(e tudo o que é desconhecido pode ser guardado no bolso)

 

não tire retratos

vista seus olhos;

 

é  impossível fotografar a neblina da festa

2 comentários:

Luanne Araujo disse...

"não tire retratos

vista seus olhos;

é impossível fotografar a neblina da festa"

é lindo isso... e todo o poema, me identifiquei, neste carnaval...

ricardo magalhães disse...

Luanne,

O carnaval me dá muita vontade de escrever, sempre. Só de teimosia, a cada ano que passa continuo tentando fotografar a neblina. Fico amarradão que você tenha reparado nela.
obrigado por alegrar minha quarta feira de cinzas!

Seguidores

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.